Image Map

Resenha - 4x05 "Gamma Zeta Die"



Antes de começar a falar sobre o episódio, quero só dizer uma coisa: MIKE AINDA EXISTE! Quem é vivo sempre aparece não é mesmo? A família Montgomery está de volta e dessa vez completa!

A aparição de Ella no episódio foi bem estranha, abelhas, MUITAS abelhas começaram a atacar a Mamãe Montgomery dentro do carro, e a coitada ao invés de  abrir a porta do carro fica lá dentro se debatendo.. (Pássaros do tio Hitchcock?) 
Como estamos percebendo, as mães realmente são os novos alvos de –A, tanto que eles conseguiram dar um jeito de Ella não poder viajar e é aí que o menino Mike (que antes estava desaparecido) entra em ação, pedindo para a mãe ficar em casa.

Enquanto a briga entre Aria e Mike acontece, Hanna está fuçando (de novo) nas coisas da mãe, tentando achar algo que realmente prove que Ashley é culpada pelo assassinato de Wilden e olha que dessa vez Han não foi tão burra e conseguiu abrir o closet trancado da Mamãe Marin (eu vou começar a chamar as mães assim). E não é que a loira achou algo? Uma arma!!! Maaaaas, como eu estava estranhando, Hanna não pode (e nem consegue) ser tão inteligente assim, e decide enterrar a arma na floresta. E é claro que -A já estava esperando a loira por lá, que acabou sendo presa no final do episódio.



E falando em Marin, que cena engraçada foi aquela do pesadelo de Hanna? Ashley quase careca e com roupa de prisão! (Premonição dela mesma de macacão laranja de novo? huuuum)














Spencer, sempre muito esperta, descobre que o número que Tippy estava “cantando” é o número de uma universidade, a Universidade Cícero, onde a Hastings e Emily vão fazer uma visita mais tarde.
Essa viagem teve interesses fora do fato de que as duas estavam atrás de alguma faculdade. Spencer leva uma foto de Alison a universidade (onde estava acontecendo uma festa) perguntando a todas as pessoas que via pela frente se alguma delas conhecia Ali.
Spence se depara com um quarto (muito assustador), todo cheio de arranhões nas paredes/portas, e nesse comodo estranho estava  o telefone para onde Alison ligava.



Enquanto isso, Emily tenta se entrosar com as pessoas da festa, porque ela realmente quer conseguir entrar em na faculdade (tanto que até brigou com Spence enquanto as duas caminhavam até o lugar, dizendo que realmente queria se focar naquilo e não mais em Alison, deixando a Hastings totalmente sozinha na investigação, o que foi uma cena muito legal. Adoro quando elas se ofendem e depois dão a vida uma pela outra. ♥)

Na cena final, vemos –A  com um quadro todo sujo, “limpando” o rosto de Carla Grunwald, a criadora da irmandade (que tinha sido demitida), e que pode conhecer/ser parte da família de Cece. (Ou da Familia dos FitzGerald, já que essa Carla é a cara da mãe do Mr.Fitz)
–A também toma chá com mel nessa cena, referindo-se as abelhas que atacaram Ella no começo do episódio. (Alguém se lembra onde já passou essa embalagem de mel antes?)



PLL Portugal fez uma observação muito interessante, Queen Bee= Alison. (Bee é abelha em inglês ta gente?). Pode ser uma pista ou uma simples coincidência.

MrsC
Sim, eu que fiz a resenha dessa vez.
Sweet fez algumas intervenções. 


3 comentários:

  1. "Adoro quando elas se ofendem e depois dão a vida uma pela outra. ♥" rsrsrs....

    Amei.

    ResponderExcluir
  2. PLL tá um merda, não to aguentando mais.

    ResponderExcluir