Image Map

Entrevista com Brant D. #PLL - NOEL

No mês passado, o Dammit  teve a oportunidade de conversar com Brant Daugherty — que vive Noel Kahn na série Pretty Little Liars! O ator de 28 anos falou sobre seu papel, as inspirações, os fãs e muito mais.
Infelizmente, perguntas sobre a volta de seu personagem foram vetadas. Vale lembrar que Brant foi recentemente confirmado no elenco da nova temporada do reality show “Dancing With The Stars“, da ABC. Confira.

Mesmo com  toda essa confiança e arrogância,  para  os  fãs, Noel  sempre  pareceu  um  pouco assustado. Do que você  acha que ele estava com  medo?


Eu não acho que assustado seja a palavra certa. Eu acho que todo o seu estilo de vida tem sido desafiador. Noel está começando a perceber que ele não está no controle de Rosewood. Ele está acostumado a dar as ordens, mas não sabe como reagir quando as coisas não saem como ele queria. Sua namorada o deixa para ficar com seu professor, ele é suspenso porque colocaram o gabarito da prova em seu armário, é acusado de matar Maya e não tem provas de sua inocência… De repente, alguém que está no comando o deixa muito desconfortável.

Você  se  identifica  com  Noel?

Há definitivamente partes da personalidade de Noel com que eu me identifico. Adoro seu senso de humor malvado. Ele fala o que pensa e diz o que sente, isso é uma das coisas que eu mais gosto. Apesar disso, eu não quero ser muito parecido com ele. Eu não sou nem um pouco manipulador.

Se você tivesse que escolher uma Pretty Little Liar para ser sua namorada na vida real, quem seria? Por quê?

Eu teria que escolher Mona. Ela deixa as coisas mais interessantes.

Como você começou a atuar? E com que idade descobriu que tinha talento pra isso?

Eu decidi que queria ser um ator quando tinha três anos. Eu atuei em todas as peças da escola e fui em cada aula deteatro possível. Eu sempre achei algum jeito de atuar, foi a única coisa que realmente me interessou durante os anos.

Como um ator, quais são as suas inspirações?

A melhor inspiração que um ator pode ter é assistir a uma boa atuação. Estou sempre assistindo televisão e filmes para ver como os atores se aperfeiçoam. Isso me deixa motivado.

Você recentemente estrelou o filme “The Starving Games”. Fazer comédia é mais difícil do que fazer drama? Foi um desafio?

Eu acho que comédia e drama não são necessariamente difíceis, mas são gêneros diferentes. Você tem que interpretar o roteiro de um jeito novo. Foi um desafio pra mim mudar o papel e interpretar um personagem completamente diferente, mas eu me diverti muito. Eu baguncei alguns takes, confesso, porque não conseguia parar de rir. Nós nos divertimos muito filmando.

Você gostaria de deixar uma mensagem para os fãs brasileiros?

Eu gostaria de agradecer meus fãs brasileiros por todo o seu amor e apoio. Não tenho como agradecer por assistirem a série no Boomerang. Significa muito pra mim.
Por último mas não menos importante, nós selecionamos algumas perguntas de fãs para o ator responder.

Um ator ou atriz com que você gostaria de trabalhar? De Maria Eduarda

Eu adoraria trabalhar com Michael Fassbender um dia. Tenho sido um grande fã do trabalho dele ultimamente.

Se você vivesse em Rosewood na vida real, como acha que reagiria aos eventos que acontecem lá? De Gabriel Dau

Eu acho que me mudaria. Pra muito longe. Muito Rápido.

  • Brant Daugherty: Eu mesmo?
  • Ashley Benson: Espontânea
  • Troian Bellisario: Elegante
  • Lucy Hale: Sedutora
  • Shay Mitchell: Encantadora
  • Marlene King: Puppetmaster (Mestre das Marionetes)
--


/Sweet

Nenhum comentário:

Postar um comentário